sábado, 20 de novembro de 2010

Guardar a Palavra...

Do «Último Retiro», da B. Isabel da Trindade

11º dia

O Senhor fez-me entrar num lugar espaçoso, usou de boa vontade para comigo... (Sl 17, 20). O Criador, ao ver o belo silêncio que reina na Sua criatura, contemplando-a inteiramente recolhida na solidão interior, enamora-se da sua beleza e fá-la passar a essa solidão imensa, infinita, neste lugar espaçoso cantado pelo profeta e que não é outro senão Ele mesmo: Entrarei nas profundezas do poder de Deus (Sl 70, 16). Ao falar pelo seu profeta, o Senhor disse: Conduzi-la-ei à solidão e fala-lhe-ei ao coração (Os 2, 14). Eis entrada esta alma nessa vasta solidão, em que Deus se vai fazer ouvir! A sua palavra, diz S. Paulo, é viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes: chega até à separação da alma e do espírito, mesmo até às articulações e à medula (Hebr 4, 12). É, pois, ela que directamente vai acabar o trabalho do despojamento na alma; porque tem de seu e de particular, operar e criar o que faz ouvir, desde que, entretanto, a alma consinta em se deixar modelar.

Não basta, contudo, ouvir esta palavra, é preciso guardá-la! E é guardando-a que a alma será «santificada na verdade», eis o desejo do Mestre: Santificai-os na verdade, a Vossa palavra é verdade (Jo 17, 17). A quem guardar a Sua palavra, não prometeu: Meu Pai amá-lo-á e nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada? (Jo 14, 23). É a Trindade inteira que habita na alma que em verdade A ama, quer dizer, que guarda a Sua palavra!... E logo que esta alma tenha compreendido esta riqueza, todas as alegrias, naturais e sobrenaturais, que lhe possam vir da parte das criarutas ou mesmo da parte de Deus, apenas mais a convidam a retornar a si mesma para gozar o Bem substancial que possui, e que não é outro senão o próprio Deus. E, assim, como diz S. João da Cruz, ela tem uma certa semelhança com o Ser divino.


6 comentários:

Sinais no Mundo... disse...

Um Santo Advento na Paz de Jesus , Maria e José...

Que nos reencontremos na Gruta de Belém!

Sinais no Mundo... disse...

Em sua exemplaridade para a Igreja, Maria é plenamente a Virgem do Advento na dupla dimensão que a liturgia tem sempre em sua memória: presença e exemplaridade. Presença litúrgica na palavra e na oração, para uma memória grata dAquela que transformou a espera em presença, a promessa em dom. Memória de exemplaridade para uma Igreja que quer viver como Maria a nova presença de Cristo, com o Advento e o Natal no mundo de hoje.

Sinais no Mundo... disse...

No Amor deste Advento...


O fruto
O fruto do silêncio é a oração,
O fruto da oração é a fé,
O fruto da fé é o amor,
O fruto do amor é o serviço

E o fruto do serviço é a paz
(Madre Teresa de Calcutá)

FrancK P_LavD disse...

Um blogue maravilhoso!!
Parabéns por todas as suas publicações, tenho a certeza que tocarão bem fundo nos corações de todos!
Fique na Paz e no Amor de Cristo!
FrancK Lavd

Mariam disse...

Sinais no Mundo:

Bem-haja elas palavras sábias e elevadas partilhadas aqui neste espaço.

Continuação de um santo Advento!

Mariam disse...

FrancK:

Fico contente com a sua apreciação! Faço a minha parte, o resto: fá-la ELE!

Deus o abençoe e continuação de um santo e feliz Advento!