segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Omnes Sancti et Sanctae Dei, intercedite pro nobis!

Ser santo é amar... é amar como Deus, é amar com o nosso coração unido ao de Jesus Cristo, ou melhor ainda, com o Seu!, o Seu em nós! Este amor, para chegar a ser verdadeiro, autêntico, tem de passar por várias provas, a uns de uma maneira a outros de outra... Porque «O Senhor flagela os que d' Ele se aproximam», purifica, santifica aquele que reconhece como filho, não para seu mal, é claro, mas para que este se desenvolva e cresça em maturidade, em santidade, para que atinja a gloriosa liberdade dos filhos de Deus e seja perfeito na Caridade. Só o Amor Misericordioso de Deus pode operar na alma, só o Seu Espírito pode acender na alma a chama do puro Amor e transformar os corações... Só Ele pode infundir Fortaleza para perseverar na fidelidade à Sua eterna aliança nos momentos de "noite" - de dúvidas, de temor, de apatia, de tribulação e tentação. Pode-se tropeçar..., cair..., mas o Amor misericordioso de Deus levanta-nos das regiões da morte, pega em nós ao colo, faz-nos repousar no Seu Coração e gozar da suavidade da Sua Paz... E, como dizem os místicos, fere... fere de amor e logo..., logo se esconde... E para quê? Para que o desejo aumente com a espera, se fortaleça e se torne autêntico... É o sofrimento de quem julga amar pouco, quando já tanto ama; é o saber-se tão miserável e indigno de tantos dons e graças; são ânsias infinitas de amar Jesus, de Lhe dar almas, de desejar a própria morte para estar com o seu Senhor, onde finalmente o poderá amar plenamente e O verá tal como Ele é. Talvez seja assim o martírio de Amor... Não importa saber... O que importa é amar... «No Coração da minha Mãe a Igreja eu serei o Amor» (S. Teresinha).

2 comentários:

Dulce disse...

Minha querida que lindo texto deixas aqui como partilha. Não o conhecia mas é lindissimo.
Este trecho tocou-me profundamente:

"Pode-se tropeçar..., cair..., mas o Amor misericordioso de Deus levanta-nos das regiões da morte, pega em nós ao colo, faz-nos repousar no Seu Coração e gozar da suavidade da Sua Paz..."

Estou reflectindo nele ao mesmo tempo que louvo Jesus por tantas vezes tropeçar e sentir que Ele me levanta. Ai e esse repouso no coração, tão bom...a paz que do Senhor é maravilhosa.
Louvado seja Deus pela Sua misericórdia

Mariam disse...

Querida Dulce,

Ainda bem que gostáste do texto e que as suas palavras te proporcionaram uma orante reflexão!

Se não fôsse a abundância da Divina graça, derramada como dom para nós, que seríamos? Onde estaríamos?

O olhar misericordioso de Deus fixa continuamente o nosso olhar,e fixou-nos - um dia, certamente - fortemente e intimamente... E nós choramos...; e nós nos alegramos no Seu imenso e misericordiosíssimo eterno Amor.

In Corde Iesu