sábado, 22 de maio de 2010

Veni, Sancte Spiritus!


O amor de Deus é fogo que inflama

«No Antigo Testamento mandara Deus que o fogo ardesse sempre no seu altar. "O fogo no altar deve estar sempre aceso" (Lv 6, 12). São Gregório diz serem os nossos corações os altares de Deus nos quais  o fogo do amor divino deve arder sempre. Por isto não bastou ao eterno Pai mandar-nos Seu Filho Jesus Cristo que nos remisse por Sua morte: mas também quis dar-nos o Espírito Santo para morar nos nossos corações e os abrasar continuamente com Sua caridade. O próprio Jesus Cristo nos afirma que veio à terra para inflamar os nossos corações com este fogo santo e que nada tanto deseja como ver que arda em chamas: "Vim lançar fogo à terra e que quero senão que se acenda?" (Lc 12, 49). Esquece as ofensas e a ingratidão que recebeu dos homens na terra e, tendo subido ao céu, manda-nos o Espírito Santo. Assim, pois, nos amais, ó amável Redentor, na Vossa glória tanto quanto na vossa ignomínia e paixão.

Por isso o Espírito Santo desceu na forma de línguas ardentes no cenáculo sobre os discípulos. Pela mesma razão a Santa Igreja nos manda rezar: "Rogamo-Vos, Senhor, que o Espírito Santo nos inflame em aquele fogo que Nosso Senhor Jesus Cristo lançou a esta tera  e que deseja ver arder grandemente". Este santo fogo abrasava os santos para praticar feitos por Deus: amar os inimigos, desejar humilhaçõess, desapegar-se de todos os bens desta terra, suportar os tormentos do martírio e até a morte com alegria.

O amor não pode estar ocioso; nunca diz: Basta. Quanto mais uma alma amante de Deus faz, tanto mais vivo torna-se seu desejo de trabalhar mais ainda para merecer Sua complacência e Seu amor. Este fogo os inflama na oração contemplativa: "Quando contemplava, acendeu-se em mim o fogo" (Sl 38, 4). Querendo, pois, abrasar-nos no amor de Deus, devemos amar a oração contemplativa por ser a fornalha que em nós faz arder o fogo do amor divino.»   - Sto. Afonso Maria de Ligório


1 comentário:

Sinais no Mundo... disse...

Obrigado pelo o Blog onde se sente o Amor de Cristo.

Pax Christi